Nossa Gente

Um baiano bom de trabalho

Em 2005, Genário trabalhou na obra da trincheira do Jardim Paulista e há sete anos acompanha de perto as pavimentações asfálticas da cidade

O baiano Genário da Silva Araújo, de 60 anos, chegou a Campina Grande do Sul aos 14 anos de idade. Na época, ele trabalhava no Bella Vista, na BR-116, e morava na Jaguatirica, onde ficou por seis anos, com a mãe. Há quase 40 anos é morador do Jardim Paulista. Um dos primeiros a ocupar a região, trabalhou na construção da trincheira do bairro e hoje dirige todas as obras de pavimentação do município.

Genário nasceu na Bahia, é filho da saudosa Paula Evangelista da Silva, falecida há cinco anos, e teve quatro irmãs. “Minha mãe criou a gente sozinha. A família dela tinha um sítio, na Bahia, e todos se sustentavam dali”. No ano de 1974, ele chegou à região, por intermédio da irmã, ‘Baiana’, que trabalhava na Bella Vista. “Naquela época nós morávamos na Jaguatirica, onde eu fiquei por seis anos, até comprar um terreno no Jardim Santa Fé e passar a morar ali, com minha mãe”.

Ele trabalhou no Iraque entre 1980 e 1985.

Foi nessa época que ele começou trabalhar em obras em outras cidades, estados e até fora do país. “Além de rodar o Paraná todo trabalhando em obras de pavimentação asfáltica, eu fiquei no Iraque trabalhando por cinco anos, de 1980 a 1985”. Em 2005, Genário trabalhou na obra da trincheira do Jardim Paulista. “Foi aí que eu comecei a conhecer e ter contato com as pessoas aqui da região, pois, até então, eu só tinha a minha casa aqui”.

Há sete anos servidor da Prefeitura Municipal de Campina Grande do Sul, ele é diretor de pavimentação e, desde então, acompanha de perto todas as pavimentações asfálticas do município. “É impressionante ver a transformação da cidade, principalmente do Jardim Paulista, que quando eu cheguei era só ‘carreiro’ e as casas a gente ‘contava nos dedos’. Sou feliz em fazer parte de tudo isso e ter a minha família aqui”.

Em Campina, Genário conheceu a sua esposa, Lucia Margarete Santos Araújo, com quem teve três filhos: Fátima, Fabiana e John Lennon. “Além dos três eu adotei o Antonio, meu sobrinho, que criei desde os oito meses de idade”.