Quatro Barras

Polícia prende suspeito pela explosão do Banco do Brasil de Quatro Barras

O homem, de 40 anos, tem longa ficha criminal com roubos, homicídios e várias participações em ações criminosas dessa mesma natureza, a maioria no Rio Grande do Sul.
Os policiais apreenderam veículos, munições e ‘miguelitos’ (Foto: AEN-PR)

Horas de um trabalho de várias equipes policiais desde a madrugada de segunda-feira, dia 8, culminaram na prisão de um homem que estaria envolvido no roubo da agência do Banco do Brasil de Quatro Barras. A abordagem aconteceu ainda na segunda-feira, no final da tarde, em Fazenda Rio Grande, resultado do trabalho das equipes da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do setor de Inteligência da Polícia Militar do Paraná.

Segundo o subcomandante do Bope, major Durval Tavares Junior, o homem foi abordado em via pública e chegou a passar um nome falso para não ser identificado, mas acabou descoberto. “Quando chegamos à residência constatamos a existência de dois veículos. Os carros são roubados, sendo que um deles é blindado e o outro tem uma chapa de aço com um compartimento que permite eles atirarem através de uma janela improvisada”.

“Esses veículos geralmente são usados por marginais para a fuga e, com certeza, foram utilizados nessas últimas ações da quadrilha. Um dos veículos, inclusive, a cor original seria prata e eles pintaram de branco, tudo para dificultar a identificação dos autores do crime”, disse. Além dos veículos, os policiais militares encontraram munições, de calibres variados, e várias unidades de artefato utilizado para furar pneus de veículos (miguelitos).

Ainda segundo o major Tavares, o Bope está trabalhando integrado com outras forças de segurança pública para localizar todos os envolvidos no roubo à agência bancária em Quatro Barras e também os autores do crime semelhante ocorrido em Matinhos na última quinta-feira, dia 4. “Todas as informações obtidas pelo Bope foram repassadas para os órgãos responsáveis pelas investigações”, explicou.

O homem, de 40 anos, tem longa ficha criminal com roubos, homicídios e várias participações em ações criminosas dessa mesma natureza, sendo a maioria no Rio Grande do Sul. “Estamos trabalhando dia e noite, junto com os outros órgãos competentes, para identificar todos os integrantes quadrilha e levar mais segurança à sociedade”.

Quem tiver qualquer informação sobre os suspeitos, pode ligar para o telefone 190 da PM, auxiliando assim em resultados mais rápidos e efetivos.