Campina Grande do Sul

Entrevista: juíza fala sobre as eleições em meio à pandemia

Dispensa de biometria e treinamento online de mesários estão entre as medidas que devem ser adotadas para evitar aglomeração.
A juíza eleitoral de Campina Grande do Sul e Quatro Barras, Dra. Paula Priscila Candeo (Foto: Arquivo Jornal União)

Dispensa de biometria e treinamento online de mesários estão entre as medidas que devem ser adotadas para evitar aglomerações no processo eleitoral deste ano, segundo a juíza eleitoral de Campina Grande do Sul e Quatro Barras, Dra. Paula Priscila Candeo. Ampliação do horário para votar e agendamento de eleitores por faixa etária são outras providências que estão em estudo. O pleito para a escolha de prefeitos e vereadores será no dia 15 de novembro. Confira a entrevista completa:

JORNAL UNIÃO - De que forma a Justiça Eleitoral está se organizando para conciliar a
crise sanitária com a preservação do processo democrático?


DRA. PAULA PRISCILA CANDEO - Inicialmente, é uma satisfação falar mais uma vez ao Jornal União e poder me dirigir a todos os eleitores de Campina Grande do Sul e Quatro Barras, que integram a 195ª Zona Eleitoral.


Desde o surgimento das notícias da Pandemia pelo Coronavírus, houve a preocupação da Justiça Eleitoral com a realização de eleições. Pensando nisso, o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Luís Carlos Barroso, consultou especialistas na área de infectologia que recomendaram o adiamento das eleições, notadamente diante da notícia de que até o mês de setembro a curva da doença já estaria decrescendo, sendo encaminhado ao Congresso Nacional a proposta de Emenda a Constituição, que foi aprovada, com o adiamento das eleições para os dias 15 e 29 de novembro, destacando que na nossa Zona Eleitoral não teremos segundo turno.


Não obstante a crise sanitária que se abateu no país, não se pode perder de vista que o processo eleitoral representa o ponto máximo da nossa Democracia na medida em que permite ao cidadão votar e ser votado, bem como definir os rumos da política, sendo necessário conciliar esse direito fundamental com a segurança dos eleitores de servidores, mesários e demais envolvidos.
 
JORNAL UNIÃO - Sabemos que o momento é imprevisível, mas, devem ser definidas medidas para evitar aglomerações, tanto no dia do pleito como em outros processos que envolvem as eleições, como o treinamento dos mesários, por exemplo?

 

DRA. PAULA PRISCILA CANDEO - A Justiça Eleitoral está estudando várias medidas para evitar aglomerações no dia da votação e o treinamento dos mesários é uma de nossas preocupações porque ocorrerá antes das eleições e nossa proposta é que seja realizado inteiramente online.


Além disso, algumas medidas já foram anunciadas, como a dispensa da biometria dada a dificuldade de higienização do equipamento a cada voto e também porque, como se sabe, o processo de votação com a biometria é mais demorado e isso pode gerar aglomeração.


Em razão da dispensa da biometria, é conveniente lembrar que é indispensável que o eleitor compareça ao local de votação no dia da eleição portando um documento com foto, ou que baixe em seu celular o aplicativo E-título.


É indispensável que o eleitor apresente um documento com foto ou que baixe em seu celular o aplicativo E-título.


Outras medidas também estão sendo estudadas como prorrogar o horário das eleições em uma hora e agendar horário para comparecimento nos locais de votação por faixa etária, mas essas propostas ainda estão em estudo e se aprovadas serão previamente anunciadas.


Por fim, precisaremos contar com o indispensável apoio dos nossos eleitores convocados que atuam nos locais de votação na função de Secretários de prédio orientando os eleitores a manter o necessário distanciamento enquanto aguardam o momento da votação.
 
JORNAL UNIÃO - A Justiça Eleitoral continua em trabalho remoto? Que canais o eleitor pode usar para tirar dúvidas sobre o processo eleitoral e quais são os
horários de atendimento?


DRA. PAULA PRISCILA CANDEO - Nosso cartório eleitoral está atendendo em regime de plantão das 12 às 19 horas, mas sem atendimento ao público. Para tirar dúvidas ou fazer consultas o eleitor poderá ligar no telefone 3676-1011 ou consultar o site do TRE (www.tre-pr.jus.br), onde poderá tirar dúvidas sobre as eleições e sua situação eleitoral.